Pernambuco – O que fazer?

Como o nome que vem dos arrecifes – formação rochosas naturais que embelezam as praias e formam agradáveis piscinas naturais – a capital pernambucana é cercada de belezas por todos os lados. Suas três ilhas formam o centro da cidade, são ligadas pelas pontes que são cartão postal do estado, e que também conectam os polos históricos e modernos que a cidade oferece. Seja para curtir o sol e o calor presentes o ano inteiro, ou para aproveitar o que a noite recifense tem de melhor, você só não pode deixar de se divertir.

PRAIA DE BOA VIAGEM

Uma das praias urbanas mais bonitas do país. Tem, durante a maré baixa, piscinas naturais de águas mornas formadas pelos arrecifes. Sua época de maior agitação é de setembro à fevereiro. Aproveite: Caldinhos caseiros; Queijo coalho assado na brasa; Amendoim torrado e cozido; Cocadas caseiras; Agulhinha e peixe frito; Caranguejo; Camarão; Ostra; Raspa-raspa; Castanha de Caju.

 PRAIA DE BOA VIAGEM : Foto Recife Convention & Visitors Bureau

RECIFE ANTIGO (Ilha do Recife)

O tradicional bairro histórico da cidade concentra, durante o dia e noite grande foco de lazer e entretenimento, nos ambientes restaurados, que hoje são bares e restaurantes. Aproveite: o Centro de Artesanato; o Porto Novo Recife que abriga bares, restaurantes, sorveterias, fastfoods; passeio de catamaran pelo rio Capibaribe; Sinagoga, Museu Luiz Gonzaga; Museu do Frevo, Shopping Paço Alfândega entre outros.

 RECIFE ANTIGO – Ground Zero: Foto Recife Convention & Visitors Bureau

ILHA DE SÃO JOSÉ E SANTO ANTÔNIO

Bairros comerciais e históricos do centro do Recife. Aproveitem: Teatro Santa Isabel; Palácio do Governo, Palácio da Justiça, Capela Dourada, Mercado de São José, entre outros.

 Recife e suas Pontes: Foto Recife Convention & Visitors Bureau

INSTITUTO RICARDO BRENNAND

A arquitetura em forma de castelo medieval, abriga do colecionador pernambucano Ricardo Brennand, que durante mais de 50 anos vem formando um grande acervo em exposições. Outra grande atração é a coleção de pinturas brasileiras e estrangeiras, com destaque para o maior acervo de pinturas do artista holandês Frans Post. Além disso o castelo exibe Artes Decorativas da Europa, Armaria, Tapeçaria Francesa, Esculturas, Mobiliário Gótico e uma grande biblioteca com obras raras.

 INSTITUTO RICARDO BRENNAND: Foto Recife Convention & Visitors Bureau
OFICINA BRENNAND

Oficina de cerâmica do famoso artista pernambucano Francisco Brennand. O espaço exótico imerso na natureza é uma exposição permanente das obras do artista

 OFICINA BRENNAND: Foto Recife Convention & Visitors Bureau

AVENTURA:
Mergulho – Mesmo com o Brasil sendo abençoado com um litoral muito rico, foi o Recife que ficou com o título de capital brasileira dos afundamentos. Por ter sido palco de batalhas muito importantes para o país no período colonial, vários naufrágios se concentraram no litoral de Pernambuco e hoje são maravilhosos pontos de mergulho. O Navio Pirapama é um dos mais famosos e mais frequentados por turistas que visitam o Recife. O acesso é feito a bordo dos barcos das operadoras de mergulho, e os destroços ficam em média a 20 metros de profundidade. A visibilidade do local varia de acordo com a época do ano e pode chegar a 25 metros